Seguidores do blog... Adoro!!

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Dia de lavar a bike!

Semana passada teve um dia que era pra levar a bicicleta para a escola. Pensa numa menina ansiosa: Aimêe! Chego o dia e durante a manhã inteira choveu sem parar. A ideia de levar a bicicleta já estava praticamente abortada quando meio-dia e meia o tempo começou a mudar e não é que até o sol apareceu, parecia mágica.
O pai colocou a bicicleta no carro e foram! Na volta chegou com as novidades, andaram de bicicleta no estacionamento do colégio simulando trânsito: Tinha guarda, mecânico, faixa, placas até multa, achei super legal a ideia. Chegou tão empolgada que tava com dor na perna e dor de cabeça... será que ficou tensa pra não levar multa? tadinha!

Mas deixa eu contar pra vocês dos preparativos. No dia anterior a Aimêe lavou a bicicleta, só que o punho tava encardido, como é de plástico ficou tipo mofo, pretinho que não saia, aí pesquisa aqui, pesquisa ali e li que se usar desengordurante sai. Testei e não que deu certo!! Fiquei feliz e resolvi compartilhar ;)


Caprichando na limpeza da "máquina"

A Maitê deu o toque na motoca também ;)

Quanto eu e a Adele, estamos entrando no quinto mês e o barrigão deu o ar da graça, amanhã posto por aqui tá!?

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Horário de verão: missão failed!

Ai gente não gosto de reclamar, mas por aqui o horário de verão tá um fracasso.
Começando pelo verão, disse verão?? onde gente?? Aqui em Joinville a máxima hoje é de 20 graus!
Economia de luz? Ainda não fui apresentada desde que tivemos duas filhas, uma secadora de roupas e um ar condicionado.
Rotina: Rotina cade você, ninguém consegue dormir cedo e acordar mais cedo ainda!

Sei que estamos na primeira semana, mas daqui um mês que o verão vai chegar contudo por aqui, logo será férias escolares e tchau pra rotina e oi as noite com o ar bombando!

O horário de verão já foi bom, quando eu trabalhava fora, não tinha secadora e dormia cedo.

Então amigas, horário de verão pra mim é missão Failed :( será que muda? Quando eu me acostumar acaba o horário de verão, ha!



segunda-feira, 21 de outubro de 2013

O Otorrinolaringologista resolveu!

E fazia mais de 2 meses que a Aimêe tava dormindo mal, sua respiração pela boca direto por causa do nariz congestionado e por consequência também roncava.
O fato é que quando ia ao PA (pronto atendimento) por causa da gripe, era xarope e inalação... porém não estava resolvendo, a gripe ia embora mas sempre assoando muito e sempre saindo muuiiito catarro. Os médicos ouviam o pulmão e falavam que estava limpo! Até que semana retrasada, depois de noites mal dormidas, estávamos conversando com ela e percebi que ela não tava ouvindo direito, e não só um dia, já tinha percebido alguns dias atrás que eu chamava e ela não atendia! Comentei com meu marido que resolveu testar e também percebeu. Lógico que ficamos preocupados, porém já desconfiamos que poderia ser da quantidade de catarro. Marquei o otorrino que já tava medicando ela com rinite temporal* e não deu outra, relatei tudo o que aconteceu e ele diagnosticou que foi uma gripe mal curada, foi acumulando e provavelmente afetou a audição. Para desencargo marcamos exames audiométricos para início de novembro e ficamos de retornar lá.
Por enquanto estamos fazendo o tratamento com xarope expectorante fitoterápico, um para afinar o catarro e outro spray para a resolver a rinite. Amanhã faz 1 semana e ela está ótima, respirando pelo nariz, dormindo bem mais tranquila, sem roncos e sem nariz congestionado.
Ás vezes a gripe vai embora e a gente (eu) relaxa com xarope e afins, nos Pa's nem sempre resolvem, então o melhor que a gente fez foi procurar alternativa com especialista. Em uma semana resolveu o que tava se enrolando a mais de 1 mês.

* Quanto a rinite: a rinite que ela tem não é dessa que fica escorrendo o nariz, que coça e que faz espirar com o pó; é uma rinite temporal, muito comum aqui no sul e acredito que no sudeste também, por causa do tempo muito frio, úmido e chuvoso no inverno e calor abafado. Durante a mudança do tempo esse tipo de rinite pode aparecer, congestionando o nariz sem estar gripado, por exemplo. Para isso tem tratamento. É simples e eficiente. Vale a pena fazer uma consulta ao especialista.

E agora ela chegou da aula e foi dar um beijinho na Maitê e disse: que cheiro de repelente. Comemorei porque foi a prova que esse narizinho ta funcionando, ufa! Sorrimos aliviados.

Folego renovado para subir na árvore!!





quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Nova escola = re-adaptação

E agora que a Aimêe parecia estar "enturmada" com os amigos da sala ela vai trocar de colégio...

A Aimêe é super estudiosa e sendo bem direta ela é cdf. Sempre muito observadora e recebedora de muitos elogios por seu comportamento e dedicação ao estudo ela tem um "ponto fraco" não sei ao certo se essa seria a expressão correta, mas o fato é que ela é introvertida e só se manisfesta quando tem certeza do que vai fazer ou falar. Pra chegar e fazer amizade é difícil. Um exemplo: na escola as amigas vinham correndo para abraçar, a turma cantava o nome dela quando ela chegava... e ela? Bom, se tivesse um buraco na frente ela se jogava, certeza! Não é de sair correndo, abraçando ou chamando para brincar. Se ela fazer isso  é porque está totalmente na zona de conforto dela, o que seria em casa.

Sempre conversamos muito com ela e com a professora em questão. A professora sempre falava que ela é participativa, que brinca e se relaciona muito bem com a sala. Sendo assim, acreditamos que é o jeito dela e que vai ser assim mesmo, no tempo dela ela vai se soltar e fazer amizade.

Mas pensa, estávamos no mês de agosto e aí que parecia que ela estava se encontrando na dela!!

Até então ela estava estudando no Sesc, já mencionei por aqui, e também como já falei muitas vezes gosto muito do método de ensino deles, bem como sua estrutura. O que nos fez pensar em mudar foram basicamente 2 itens: Troca de professores e valor da mensalidade.
Da educação infantil (pré) até o fundamental (primeiro ano) ela teve umas 5 professoras. Acho que a troca de professora atrapalha no andamento dos projetos em sala, do relacionamento professor vs alunos, não acho legal.
Depois, como não somos do comércio, a mensalidade teve um aumento significativo, dobrou de valor. Ficando o mesmo valor das mensalidades e até mais alta de escolas particulares próximas aqui de casa. Com isso fizemos visitas nas escolas em que gostaríamos de colocá-la, dentro do que procuramos, o que já é difícil, pois sempre buscamos o que tem de melhor para os nossos filhos, enfim, uma tarefa difícil, até porque o que tem de melhor sempre tem um cu$to.

Quando soubemos que iria trocar de professora (em maio) liguei para uma escola em que gostaria que a Aimêe estudasse, uma das mais elogiadas pela educação, estrutura e organização, perto de casa... Liguei lá empolgada, mas tinha uma pedra no meio do caminho: a Vaga! não tinha vaga, nem iria abrir nova turma para o segundo ano. Então, deixei o nome na lista de espera, vai que algum aluno desistisse em julho sei lá.

Passou as férias, trocou de professora e ninguém retornou da lista de espera. Já estava procurando outra alternativa para 2014 quando ligaram na metade de setembro dizendo que tinha surgido uma vaga no primeiro ano, tinha que ser agora ou nunca.

No mesmo dia visitamos a escola em que já suspeitava que seria a escolhida e não deu outra. O marido ficou encantado com a escola (eu já conhecia) e lógico pensamos no presente e também no futuro. Decidido.

Fomos buscar a Aimêe na escola e demos a notícia.Foi uma mistura de alegria e tristeza. Alegria porque ela se empolgou com uma nova escola, maior, bonita e diferente. Mas triste por deixar seus amigos e a nova professora.

Tudo isso aconteceu numa quarta-feira, na semana do niver da Maitê, olha a correria! E na segunda ela ia começar. Só deu tempo de pedir a transferência, fazer a matricula, comprar o novo uniforme e se despedir da turma na sexta-feira (nó na garganta).

No domingo a noite, passamos aquela confiança toda pra ela, incentivando e encorajando ela nessa nova fase. Só que existem coisas que fogem do nosso controle e meia-noite recebemos a notícia do falecimento da vó do meu marido. já pela manhã ele viajou para o sul do estado e ficou lá até o enterro. E aí bem no primeiro dia de aula na nova escola já começou meio atrapalhado, corrido, eu me virando com o almoço e tinha que deixar tudo pronto para chegar no horário.

A primeira semana foi difícil, noite mal dormida, deu febre, dor de cabeça, saudade do pai mesmo que por 2 dias fora.

Semana que vem vai fazer um mês da mudança e confesso que fiquei surpresa com a evolução dela. Pensei que a adaptação seria mais difícil, pra ser sincera pensei que nem seria esse ano! Mas olha, ela tá chegando em casa empolgada, cheia de novidades. Sei bem como ela é e lá deve ficar mais de lado observando, brincando com uma ou outra menina, ainda não conversei com a professora, vou esperar completar 1 mês pra falar sobre isso com a profe. Mas tô satisfeita com a empolgação dela e com a escola nova também.

Agora é questão de tempo mesmo, por ora, a rematrícula é essa semana, já tá tudo certo só entregar e prontas para 2014! E por aí já começou o período das matrículas?

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Semana da Criança

Oiii, primeiro quero dizer que estou de volta! Fiquei ausente esses dias porque foi um momento de tantos acontecimentos que acabei não postando. Teve o falecimento da avó do meu marido o que nos deixou muito triste, a Aimêe trocou de colégio, imaginem agora fim do ano, readaptar! Mas aqui estou para contar tudo.

Como estamos na semana mais divertida para a criançada, as escolas fazem uma programação especial pra eles essa semana. Hoje no colégio da Aimêe é o dia da fantasia. Desde sexta-feira preparando tudo, até mesmo o que eu faria de almoço, porque não é só 1 que eu tenho que arrumar. A Maitê mesmo só levando a irmã com o pai também quer participar. Como eu digo: mãe não se divide e sim se multiplica!!!




Amanha eu conto sobre a nova escola ;)